Translate

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

SOLIDÃO

Acho o poema abaixo uma verdadeira pérola. Traduz de maneira tão única e particular um sentimento intenso no sentir e difícil de ser traduzido em palavras.
Recentemente descobri que a autoria não é de Chico Buarque, como eu pensava e li por diversas vezes na internet.
Sua autoria é de fato brasileira, da poetisa Fátima Irene Pinto.
Este poema pode ser encontrado em dois de seus livros "Palavras para entorpecer o coração" e "Ecos da Alma".
Deixo aqui uma pequena homenagem a esta poetisa da alma humana.

Fátima Irene Pinto; POEMA; PENSAMENTO; POETA BRASILEIRO

SOLIDÃO

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência!
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade!
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio!
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente... É um princípio da natureza!
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância!
Solidão é muito mais do que isto...
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma.


                 Fátima Irene Pinto – poetisa brasileira

 (o texto é dela e a foto captei na internet e desconheço sua autoria. Caso alguém se sinta prejudicado ou queira seu nome vinculado ao trabalho de sua autoria, é só postar um comentário abaixo ou um mensagem in box para a devida correção e atualização da autoria da foto.) 

Um forte abraço e obrigada pela visita.
                                                 BOM DIA!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Queridos visitantes deixem o seu comentário que irei responder o mais rápido possível.
Caso vocês fizerem alguma receita ou artesanato do meu blog, enviem as fotos para o e-mail: thecintra@gmail.com. Vou colocá-las na atualização do link correspondente.
Um forte abraço!