Translate

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Argentina

 Buenos Aires

Sempre quis sair do Brasil para conhecer os outros países da América Latina, mas o fato de morar longe de meus pais por um bom tempo impediu este projeto. Afinal morando a mais de 2000 km de distância de minha família era bem natural que a saudade falasse mais alto que qualquer sonho. Além disto, as férias familiares sempre foram uma forma de estreitar os laços afetivos de meus filhos pernambucanos com seus avós, tios e primos mineiros.

Em julho de 2010, resolvemos tirar uma semana para realizar este sonho. Ou pelo menos parte dele, iríamos conhecer apenas Buenos Aires, capital da Argentina. Inicialmente iríamos apenas eu e meu marido. Mas, depois revolvemos que uma viajar em família seria uma excelente oportunidade para todos. A notícia foi bem recebida por nossos filhos.
Buenos Aires

De uma semana nossa viagem passou para 11 dias. E de duas pessoas para quatro.
Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Ao invés de hospedagem em hotel, decidimos alugar um apartamento por curta temporada. Pesquisamos muito na internet até localizar a Byt Argentina (www,bytargentina.com), através da qual concluímos o aluguel de um apartamento na Rua Posadas, próximo à Av Gallao no bairro Recoleta.

01 de julho

Como não tem voo direto de Recife para Buenos Aires, tivemos que ir para São Paulo e de lá seguir viagem.

02 de julho

Depois desta maratona, chegamos em em Buenos Aires no dia 02 de julho.

Pegamos um táxi e seguimos para o endereço do imóvel alugado, onde receberíamos as chaves e assinaríamos o contrato.

Foi com expectativa que entramos em nossa casa temporária, acompanhados pelo funcionário da imobiliária.
Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Apesar da cozinha ser pequena, era suficiente para preparar o café e o jantar. Almoçaríamos fora diariamente. O apt contava ainda com uma pequena, mas, harmoniosa copa, 02 quartos sendo um de casal, banheiro com banheira e sala de estar. E o melhor o preço saiu mais barato que se fossemos ficar em um hotel, mesmo simples.

O bairro era o famoso Recoleta. Adorei o lugar e sua vizinhança. A localização é bem agradável, perto de várias atrações. Todos relaxaram e vistoriaram o lugar, enquanto eu desfazia as malas.
Recoleta; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Depois, saíamos à pé para um almoçar e passear. 
No caminho para o restaurante paramos no Shopping Center Patio Bullrich. Lojas finas e elegantes.
Shopping Center Patio Bullrich; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Shopping Center Patio Bullrich;
Seguimos para o restaurante Plaza Mayor, também em Recoleta, onde paramos para almoçar. A hora estava adiantada e já estava faminta.
Plaza Mayor; Recoleta; Buenos Aires; América Latina
Pedimos um delicioso bife de “chouriço”, capeletti recheado com queijo e espinafre ao molho branco e gratinado. Para beber vinho merlot Terraza e refrigerante “Mirinda” para “los ninos”.  Muitooooooooooooo booooommmmm!

Depois deste farto almoço, nada melhor que caminhar pelas ruas e avenidas de Recoleta..
Realmente o bairro Recoleta é majestoso.
Recoleta; Buenos Aires; América Latina
Passamos pela Fonte Four Seasons em frente ao Hotel Internacional, pela Embaixada do Vaticano e Palácio Duhau.
Recoleta; Buenos Aires; América Latina; Embaixada do Vaticano
Recoleta; Buenos Aires; América Latina; Palácio Duhau
Na volta ao apartamento, paramos em uma pequena mercearia e fizemos algumas compras para nossa temporada em Buenos Aires.

03 de julho

Depois do café da manhã, saímos para novas explorações. Agora em outra direção.

Passamos pela Plaza de las Naciones Unidas, onde tem o espetacular monumento “Floralis Genérica”. Flor mecânica que se abre de dia e se fecha à noite.
Seguimos o passeio à pé, apreciando os vários tipos de construções e saindo de Recoleta em direção a Palermo.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Floralis Genérica; Plaza de las Naciones Unidas
Chegando em Palermo visitamos o Museu de Arte Latinamericano de Buenos Aires “Malba”. Inaugurado em 2001, possui arquitetura contemporânea com formas trapezoides, acabamento de pedra e tons terrosos. 
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Museu de Arte Latinamericano; Malba;
Encontramos obras de artistas brasileiros como Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral (Abaporu), Cândido Portinari, Antônio Dias. É o Brasil bem representado no museu.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Museu de Arte Latinamericano; Malba;
Além destes artistas outros são encontrados como Frida Kahlo (México), Wifredo Lam (Cuba), Héctor Poleo (Venezuela), Fernando Botero (Colômbia) e vários artistas argentinos.

Almoçamos no Paseo Alcorta: Pizza. Sentamos em uma mesa na área externa para aproveitar o sol. E, depois de esquentar no sol, um sorvete Freddo. Hummmmmm...que delícia.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Paseo Alcorta
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Paseo Alcorta
Depois do almoço, continuamos a caminhada. A capital argentina possui muitos prédios centenários, feiras populares, praças com monumentos e bairros revitalizados.
Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Chegamos ao Planetário Galileo Galilei. Em frente, ao mesmo, um lago com patos, convida para uma pausa.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Planetário Galileo Galilei;
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Planetário Galileo Galilei;
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Planetário Galileo Galilei;
O planetário possui uma sala circular, onde enormes projetores exibem a história do Universo, sua formação, a evolução do ser humano, o sistema solar, as estrelas e as diferentes constelações.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Planetário Galileo Galilei;
Próximo ao plantetário, está o Parque 3 de febrero, inaugurado em 1852 e conhecido como Bosques de Palermo.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Parque 3 febrero; Bosque de Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Parque 3 febrero; Bosque de Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Parque 3 febrero; Bosque de Palermo
Enfim o Jardim Japonês em Palermo. Criado em 1967 pela comunidade japonesa, possui vários lagos cristalinos e ilhas artificiais que são atravessadas por bonitas pontes vermelhas. A flora é muito rica e muitas espécies foram importadas do Japão. As construções seguem o estilo oriental.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Os lagos estão repletos de carpas coloridas, que são alimentadas pelos visitantes com comidas compradas no próprio local. Patos circulam pelos jardins livremente, encantando crianças e adultos.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo

Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo

Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Há ainda um salão de chá e um restaurante, além de um espaço reservado a exposições da arte japonesa. No final do jardim, não poderia faltar uma pequena loja com mudas de plantas e flores. Deu vontade de comprar, pena que moramos bem longe.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Cada cantinho foi planejado com cuidado, carinho e esmero.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Ótimo lugar para passear e relaxar. A ordem do dia foi: Nada de pressa. Apenas curtir o lugar ao máximo.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Jardim Japones; Palermo
A temperatura do dia ajudou muito. Estava bem agradável. Recomendo o passeio.  

Retornamos pelo caminho que viemos, ainda a pé.

Caiu a noite e com ela a temperatura do dia. Esfriou bastante, rsrsrsrsrsrs. Felizmente estava com alguns agasalhos em minha bolsa. Nesta época do ano é impossível abrir mão de tê-los por perto.
Buenos Aires; viajando pela America Latina; Palermo
Jantamos no restaurante El Sanjuanino, enfrente ao apartamento que estávamos hospedados. Escolhemos “Empanadas” de carne picante, presunto e queijo, napolitano. Bebemos cerveja Quilmes Cristal e os meninos “gasosa”.
El Sanjuanino; Recoleta; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
04 de julho

Saímos logo depois do café da manhã com destino à Feira de San Telmo na praça de Dorrego. Nesta feira encontra-se de tudo um pouco. Antiguidades, miniatura feita com palito de fósforo, casacos de pele de raposa, artesanatos locais e muito mais.
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Nas redondezas, ainda em San Telmo, encontramos vários Antiquários com verdadeiros tesouros.
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Nas ruas de San Telmo os artistas de rua, por uma moeda improvisam um espetáculo ao ar livre. O importante é entrar na brincadeira. kkkkkkkkkkkkkkkk.
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Parada para um rápido cafezinho. O café Havanna é encontrado em vários pontos da cidade. O Alfazor (biscoito recheado com doce de leite e coberto com chocolate) do Havanna é uma delíciaaaaaa.
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina; Café Havanna
Ainda em San Telmo, vimos a Igreja Católica de San Telmo, a Igreja Ortodoxa Russa, o parque Lezame e o Museu histórico Nacional (criado em 1889).
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina; Igreja Católica de San Telmo;
San Telmo; Buenos Aires; viajando pela America Latina; Igreja Ortodoxa Russa
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina; Museu histórico Nacional
parque Lezame; Buenos Aires; viajando pela America Latina; Museu histórico Nacional
Depois de explorar bem o bairro de San Telmo, pegamos um ônibus para outro bairro o La Boca.

Em La Boca, encontramos o famoso Caminito. Uma rua de apenas 100 metros com casas pintadas de diversas cores vivas e vibrantes. As cores predominantes são o azul e o amarelo que pertencem ao Boca Júnior, time de futebol local.
Caminito; bairro La Boca; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Caminito;Caminito; bairro La Boca; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
É um lugar bem pitoresco com exibições de tango, artesanatos e esculturas. Apesar de primar em atrair turistas e ser um lugar agradável, a comida não é das melhores da Argentina.
Caminito; Caminito; bairro La Boca; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Caminito; Caminito; bairro La Boca; Buenos Aires; viajando pela America Latina;
Caminito; Caminito; bairro La Boca; Buenos Aires; viajando pela America Latina;

Neste lugar tivemos nossa única experiência negativa de toda a viagem para Buenos Aires. A bolsa de minha filha foi furtada durante o almoço. Ninguém viu, ninguém se importou. Apenas nós ficamos arrasados e perplexos com o ocorrido. Um funcionário do estabelecimento (gerente? dono?) informou, com a maior naturalidade, que pequenos furtos são comuns naquela área e que normalmente prestar queixa não surte efeito, apenas perde-se tempo. De fato não vimos nenhum policiamento no local. Situação extremamente lamentável. Ainda bem que a documentação de minha filha estava comigo. Seria um transtorno que nem quero imaginar.

Voltamos para casa bem chateados com o desfecho do dia. Mas, não podíamos deixar que isto nos abatesse e estragasse a viagem. O início do dia foi maravilhoso e a manhã seguinte com certeza seria bem melhor.

05 de julho

Resolvemos explorar mais um pouco nossa área de conforto: o bairro Recoleta. Agora era a vez das imediações da praça com o mesmo nome do bairro.

Em frente à praça central de Recoleta, com mesinhas na calçada o Café La Biela, é um lugar frequentado por alguns artistas, políticos, turistas e residentes. As cabines telefônicas são um charme à parte.
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; conhecendo a América Latina;
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; conhecendo a América Latina;
Visitamos a Basílica Nossa Senhora do Pilar e seu Claustros del Pilar.
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; Basílica Nossa Senhora do Pilar;
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; Basílica Nossa Senhora do Pilar;
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; Basílica Nossa Senhora do Pilar;
Depois seguimos para o Centro Cultural Recoleta, ao lado da basílica.
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; Centro cultural Recoleta
Uma rápida passagem no cemitério Recoleta, para visitar o túmulo de Evita Peron. Apesar de ser um lugar turístico, não é um passeio dos mais agradáveis. Chega a ser meio que sinistro. Enfim, cumprimos uma etapa do roteiro.
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; cemitério Recoleta; túmulo de Evita Peron;
Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; cemitério Recoleta; túmulo de Evita Peron;
conhecendo a América Latina; Bairro Recoleta; Argentina; Buenos Aires; cemitério Recoleta; túmulo de Evita Peron; Bairro Recoleta;
Seguimos para a Plaza San Martin. Um bom lugar para dar migalhas de pão aos pombos, descansar ou tomar sol em um dos bancos da praça.
Plaza San Martin; Argentina; Buenos Aires; conhecendo a América Latina;
Plaza San Martin; Argentina; Buenos Aires; conhecendo a América Latina;
Chegamos ao bairro Retiro e visitamos as Galerias Pacífico. Sem dúvida um dos mais suntuosos shoppings da América Latina, com gigantescos afrescos de Spilimbergo.
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; Galerias Pacífico; Bairro Retiro; afrescos Spilimbergo; turismo América Latina
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; Galerias Pacífico; Bairro Retiro; afrescos Spilimbergo; turismo América Latina
Argentina; Buenos Aires; Galerias Pacífico; Bairro Retiro; afrescos Spilimbergo; turismo América Latina
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; Galerias Pacífico; Bairro Retiro; afrescos Spilimbergo; turismo América Latina
Argentina; Buenos Aires; Galerias Pacífico; Bairro Retiro; afrescos Spilimbergo; turismo América Latina
06 de julho

O dia começou frio com muito vento, mas nossa disposição estava a mil. 

Resolvemos ir ao Bioparque Temaiken. O nome vem do dialeto indígena e significa (TEM) terra e (AIKEN) vida. O parque é muito bem cuidado, e o passeio foi muito bom.

Valeu a pena, Confiram.

Pegamos o ônibus 59 de Recoleta até a Plaza Itália. E na Plaza Itália o ônibus 60 até o Bioparque Temaikèn.

Grandes Lagos em todo parque abrigam uma variedade de pássaros e aves livres e várias espécies de peixes.
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Vento com frio, ninguém merece... Ai que saudade do sol de 35ºC de Recife. kkkkkkkkkkkkkkkkk.
O parque possui  05 aviários no total. Cada um com espécies diferentes de aves.
Você entra dentro dos aviários. São mais de 200 espécies dos 05 continentes. Algumas muitoooo estranhaaas... Existem várias espécies de pássaros multicoloridos e exóticos. Algumas aves chegam bem perto de vc. É emocionante.
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
O parque é imenso. É preciso parar e relaxar, afinal são aproximadamente 34 hectares de parque. Haja pernas.
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Além dos aquários com água doce, o parque possui grandes aquários de água salgada com várias espécies de peixes, arraias e tubarões. Exposição dos ossos de baleia. 

conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Entre os aquários marítimos, existem conexões que criam uma espécie de túnel de vidro, sendo possível ver os peixes por baixo.
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
 O aquário possui um centro interativo que permite ao visitante acessar informações em terminais de computação além de objetos ligados à exploração marítima e sua evolução. Há, ainda, um espaço para divulgar a importância da água em nosso planeta.
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
A variedade de animais no parque é bem diversificada. 
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
conhecendo a América Latina; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken

Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken

Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken

Mini-granja com atividades interativas com os animais e uma mini-horta para as crianças.
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Visão maravilhosa este pavão albino, solto e livre pelo parque. Temperamental terminou por esconder-se dos flash. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.  
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bioparque Temaiken
Temaikèn é um passeio imperdível para quem estiver em Buenos Aires. O dia foi ótimo, cheio de experiências maravilhosas. Retornamos para o apartamento satisfeitos com a opção. Valeu cada momento.

07 de julho

Saímos de Recoleta, seguimos para o Centro e depois Puerto Madero. No caminho algumas paradas obrigatórias.
Embaixada do Brasil; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bairro Recoleta
Embaixada do Brasil

Plaza Carlos Pelegrini; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; Bairro Recoleta
Plaza Carlos Pelegrini
O Obelisco, no centro, foi erguido em homenagem ao quarto centenário da fundação de Buenos Aires na Av 09 de julho. É considerado um dos cartões postais da cidade.
A Av 09 de julho, por sua vez é considerada a mais larga da América Latina.
Obelisco centro Buenos Aires; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Catedral Metropolitana Buenos Aires; centro Buenos Aires; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Catedral Metropolitana
A Catedral Metropolitana, na Plaza de Mayo é o principal templo católico, sendo a igreja-mãe da arquidiocese da cidade. A fachada em estilo neoclássico, possui semelhança à um templo grego clássico: construção sem torres e com doze colunas, que simbolizam os doze apóstolos. Em seu interior, a catedral, abriga o mausoléu do herói da independência argentina, o general San Martin.
Catedral Metropolitana Buenos Aires; centro Buenos Aires; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Catedral Metropolitana 

Ainda na Plaza de Mayo, fica a casa do governo argentino, conhecida como Casa Rosada.
Plaza de Mayo; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
conhecendo a América Latina; Casa Rosada Plaza de Mayo; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
conhecendo a América Latina; Casa Rosada Plaza de Mayo; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Los Inmortales: Ambiente aconchegante e muito bem decorado com madeira e fotos de personalidades argentinas. É um lugar que valoriza a cultura e o passado. Comida muito saborosa e apetitosa. Hummmm delícia.
Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina; restaurante Los Inmortales
Depois do almoço, seguimos para Puerto Madero, onde se encontra uma extensa variedade de espaços gastronômicos, cinemas e um cassino flutuante que funcionam principalmente à noite. Mas, é um excelente lugar para caminhar e apreciar durante o dia. 

O bairro combina prédios modernos com o cais da cidade. As docas foram transformadas em sofisticados restaurantes e lofts residenciais que conservam (embora modernizada) a antiga arquitetura estilo inglês do passado. O processo de revitalização durou cerca de 10 anos.
Puerto Madero; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Puerto Madero; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Puerto Madero; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
A Ponte da Mulher, é uma ponte para pedestres sobre o Rio da Prata, sendo uma obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava Valls. Dizem que é uma abstração de um casal dançando tango. Confesso que não consegui ver...e vocês?
conhecendo a América Latina; Puerto Madero; Ponte da Mulher; Rio da Prata; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
No dique 3 em Puerto Madero, visitamos o Navio Museu Fragata das Forças Armadas da República Argentina Presidente Sarmiento. Foi construído em 1897, sendo o 1º navio escola argentino. Foi um dos mais velozes na sua época e precisava de noventa tripulantes para levar o navio.
conhecendo a América Latina; Puerto Madero; Navio Museu Sarmiento; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Puerto Madero; Navio Museu Sarmiento; Argentina; Buenos Aires; turismo América Latina;
Puerto Madero, valeu a visita!

Fim do dia! De volta ao calor do apartamento em Recoleta.

08 jul

Em nossa estadia em Buenos Aires ficamos sabendo de um passeio para a Colônia del Sacramento – Uruguai. 

Resolvemos em conjunto ir visitar o Uruguai, afinal era uma excelente oportunidade de conhecer mais um país, mesmo que fosse apenas um pedacinho bem pequeno.  Cidade tranquila e limpa.

Partimos de Buenos Aires, Argentina em 08 de julho. Depois de uma 1:15h de viagem, chegamos ao Uruguai. Fomos e voltamos de barco, pela Colônia Express
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento, é uma antiga cidade portuguesa do século XVII, sendo tombada pelo Patrimônio Histórico Da Humanidade. Eis algumas fotos desta interessante cidade histórica.
Basílica del Santíssimo Sacramento.
Colônia del Sacramento; Uruguai; Colonia del Sacramento; turismo América Latina;
conhecendo a América Latina; Colônia del Sacramento; Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Píer do Puerto Viejo.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Prédio da Prefeitura local.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Aluguel de triciclos ou quadriciclos. Ótima dica para conhecer a cidade. 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; aluguel de triciclos e quadriciclos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; aluguel de triciclos e quadriciclos 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; aluguel de triciclos e quadriciclos 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; aluguel de triciclos e quadriciclos
Imaginem se fosse primavera. Seria o paraíso.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Em frente ao farol estão as ruínas do Convento de San Francisco, que foi construído em 1694, e destruído por um incêndio apenas 10 anos depois. É impressionante as paredes que sobraram de pé, tem mais de 1 m de espessura.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; ruínas convento de San Francisco
Muitos carros antigos na rua. Alguns bem conservados à venda. Uns poucos transformados em decoração e atração turística.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; carros antigos
O Portón de Campo é parte da estrutura de uma antiga fortaleza. É a entrada oficial para o bairro histórico da cidade.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Porton de Campo; Bairro histórico
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Porton de Campo; Bairro histórico
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Porton de Campo; Bairro histórico
A cidade possui um aquário. Inaugurado em 17 de fevereiro de 2006 no bairro histórico.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
www.acuario.com.uy

Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; aquário
Estamos no lugar certo. KKKKKKKKKKKKKKK. 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Em cada canto da cidade uma linda surpresa para os visitantes.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Pausa para o almoço. Afinal, saco vazio não para em pé. kkkkkkkkkk.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Rio da Prata, tão largo que parece o mar.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata
Stress??? O que é mesmo?
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata
Meu love, estamos no paraíso, um pedacinho do céu na terra.A tranquilidade e a paz parecem fazer parte do cenário. É tudo muito lindo e maravilhoso. 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata
Pra terminar o dia com chave de outro um Por do sol Maravilhoso!!!
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata; por do sol

À noite o frio aumenta bastante. Haja roupa. Ainda bem que sou prevenida. Rsrsrsrsrsrsrs.
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina;
Nem preciso dizer que o passeio foi fantástico. É só olhar as fotos. Só não gostei do cafezinho. Embora muito charmoso, o café brasileiro e o argentino são melhores.
Retornamos para Buenos Aires, Argentina na mesma noite. Cansados fisicamente, mas com a alma leve. Não só recomendo o passeio como retornaria para nova visita. 
Colonia del Sacramento; Uruguai; turismo América Latina; Rio Prata;

09 de julho

O passeio hoje será em Tigre, uma importante cidade que pertence a Grande Buenos Aires.
Pegamos o Trem na estação do Retiro em Buenos Aires.
conhecendo a América Latina; Tigre
Apesar de o trem ser bem antigo e velho, a viagem transcorreu sem problemas. Depois descobrimos que havia outro trem mais moderno e novo. Fica pra próxima. kkkkkkkk
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires
Quando chegamos no destino final, ficamos impressionados com a beleza do lugar.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires
O lugar é simplesmente mágico e cheio de encanto.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires
Uma boa opção de passeio no Tigre é a exploração do próprio rio. Existem vários serviços de excursão fluvial com diversos tipos de embarcações disponíveis ao turismo. Escolhemos "Catamaranes Interilneña". Além de área coberta possui uma área descoberta para melhor visualização da paisagem.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
Na área coberta do catamarã, tem um pequeno restaurante, onde além de bebidas, servem comidas rápidas.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
Abaixo vista do Parque de la Costa em Tigre, considerado o maior parque de diversão argentino.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Parque de la Costa em Tigre
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Parque de la Costa em Tigre
Na orla do rio vimos várias casas com pequenos ancoradouros para lanchas e outras embarcações. Como estamos no inverno, a maioria das casas estão fechadas. Muitas casas são alugadas no verão e primavera para veraneio, período de maior movimento na região.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
O rio favorece a prática de esportes aquáticos diversos. Os esportes náuticos são mais comuns no verão: lanchas, caiaques, wake board, iatismo, velas, esqui aquático e outros. É só escolher.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
O cenário é único, cheio de matizes; rios, canais, árvores frondosas, casas coloridas, embarcações e muita emoção. Nossa, isto aqui no verão deve fervilhar de gente.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
Camping Parque Lyfe.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Camping Parque Lyfe;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Camping Parque Lyfe;
 Abaixo o Museu Sarmiento - Museu Casa. Antiga casa de Domingo Faustino Sarmiento, presidente argentino de 1868 a 1874.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Museu Sarmiento; Museu casa
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Museu Sarmiento; Museu casa
O entardecer no rio Tigre é de tirar o fôlego.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
Término do passeio de catamarã, que pena. Infelizmente, tudo que é bom termina, retornamos para a estação fluvial. Fim do passeio. Do passeio de barco, kkkkkkkkkkkkk.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña;
Aqui a rota do passeio (em verde).
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires; catamarã; Catamaranes Interilneña; Museu Sarmiento; Museu casa
Museu de Arte do Tigre, antigo Club Tigre. A visita ficou para uma próxima viagem. Infelizmente o tempo foi curto e quando terminamos o passeio de barco o museu já estava fechado. Pelo exterior dá pra ver o que perdemos. Que pena!
Museu de Arte do Tigre; conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires;
De volta à estação de trem. Mas, antes, uma pequena pausa para um cafezinho. Apenas para não perder o hábito. Não importa o lugar, o cafezinho sempre vem com uma aparência convidativa e charmosa. As opções são inúmeras, mesmo estando fora de uma tradicional cafeteria.
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires;
conhecendo a América Latina; Tigre; Grande Buenos Aires;
Amei a região do Tigre, é maravilhosa e valeu cada minutinho. Se vocês forem a Buenos Aires não deixem de reservar um dia para o passeio.

10 de julho

Hoje iremos ao Zôo de LUJAN que fica a 68 Km a noroeste de Buenos Aires.

O zôo é uma aventura que não podíamos perder. Lá permitem o contato direto com animais selvagens treinados e ensinados a conviver com os visitantes. Você pode acariciar um filhote de leão ou tigre, andar num camelo e alimentar um elefante. Além de outros animais como tartarugas, antílopes, macacos, araras, tucanos... Sem dúvidas, uma experiência incrível que ficará em nossa memória!

Mapa fornecido no zôo para um melhor deslocamento e não deixar passar nada.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
Ao chegar  no zôo vc pensa que está em uma granja. Tem cavalo, Lhama, coelho, ovelhas, galinhas, patos. Mas a diversão só está começando.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
Os ursos abaixo não são os únicos animais selvagens do zôo. ...macacos, raposas e pumas tb são encontrados...está ficando mais parecido com um zôo.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
As jaulas dos animais selvagens são grandes, mas são "jaulas" antigas e não reproduzem o habitat natural dos animais, como em Temaikèn. Aqui elas são bem precárias.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan

conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
Pode parecer um lindo gatinho, mas é um filhote de leão. Tá vontade de apertar e levar pra casa. Tão fofinho.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; leão; filhote de leão
Os filhotes de leão são criados com uma cadela para "domesticá-los".
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan

Outra atração do zoo são os elefantes são alimentados pelos visitantes com frutas já cortadas. No início fiquei receosa, mas a curiosidade foi mais forte.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; elefante
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
No passeio de camelo meus filhos deram um verdadeiro show. Não tiveram medo e subiram com a maior facilidade. 
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; camelo
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
Na minha vez, estanquei e quase desisti. Literalmente paralisei a fila. rsrsrsrsrsrsrs. Nem me lembro mais dos argumentos que me convenceram a subir naquele bicho. Só sei que fui. kkkkkkkkkk. Os meninos registraram o momento para o futuro. Acho que estavam se divertindo. Não me convidem para andar no deserto de camelo, é muito desconfortável. Mas valeu a experiência. Tenho a impressão que esta será minha única experiência com camelos. O sorriso na foto é apenas pra ficar bem na fita. kkkkkkkkkkkkkkk.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
Tanque com leão-marinho. Nunca tinha visto leão-marinho de tão perto. Eles eram alimentados pelos visitantes com peixes frescos comprados no zôo.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; leão marinho
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan
O grandão da foto abaixo é um filhote de tigre de apenas 08 meses. São alimentados o tempo todo com mamadeiras gigantes com leite. Os filhotes são tão dóceis e a vontade com humanos à sua volta, que fiquei imaginando se o leite não teria algo mais. rsrsrsrsrs. Olha a fofoca, sem nenhum fato real comprovado, começando. Os animais adultos permanecem em jaulas separadas o tempo todo.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; tigre; filhote de tigre
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; tigre; filhote de tigre
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; tigre; filhote de tigre
Tem até passeio de trenzinho. Na realidade um velho trator. kkkkkkkkkkkkkkkkkk.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
Exposição de caminhão, carros e tratores antigos. Alguns em péssima conservação. Um ou outro ficam abertos para o acesso dos visitantes. 
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
Outros animais presentes no zôo. 
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; tucano
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan; arara
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
É impressionante a quantidade de antílopes. Será que eles são o almoço dos felinos?? Espero que não. Aff, que ideia. Mas..., será? Outro comentário com cheiro de fofoca. Está difícil me controlar. kkkkkkkkkkkkkkkk.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
Emas, lhamas e antílopes ficam juntos em harmonia. E comem qualquer coisa verde ao alcance. Chegam até a cerca e se deixam alimentar por visitantes. Uma experiência relaxante que ocupa bons minutos. O jeito é sentar em algum tronco, observar e esperar. Ou então participar. Nada de acelerar o momento. 
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
Término do passeio, hora de voltar. O ponto do ônibus fica do lado de fora do zoo, é um lugar "meio deserto". Deu uma sensação de insegurança ficar ali parada, sem nada por perto, esperando o ônibus. Felizmente não aconteceu nada. Ufa!!! Mais um dia que termina bem.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Zôo Lujan;
Apesar da emoção pelo contato direto com os animais, ficou a sensação deles estarem fora do seu habitat natural, em jaulas antigas e sem conservação. Pode parecer hipocrisia que depois de tanta diversão e pelas oportunidades de contato com os animais, tenha ficado esta impressão. Eu acho que quem visita o Temaiken antes do Zoo Lujan fica esperando algo parecido e se frustra um pouco por não serem sequer semelhantes no quisito conservação  e cuidados com os animais. Bom..., é esta a minha opinião.

11 de junlho

Na véspera de nossa partida, dormimos até mais tarde e após preparar as malas, saímos para conhecer um pouco mais de Recoleta, bairro charmoso e glamoroso.

Almoço no Café "La Rambla", na rua posadas, Recoleta. Na rua em que ficamos hospedados. Sanduíche de "lomo", pedimos para grelhar mais um pouquinho... Ficou perfeito. O pão crocante e a carne apesar de alta, super macia. Uma delícia. Simplesmente delicioso! Hmmmmm.. Para acompanhar pedimos um vinho argentino e gasosa para os meninos.  
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Café La Rambla
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Café La Rambla
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Café La Rambla
Extrapolamos e rompemos com qualquer dieta. Hora da sobremesa. Ah, tentação. Flan com doce de leite e bolo de chocolate com sorvete de creme e um quase  "petit gateau". Não tinha e após explicar ao garçon como era, foi providenciado um similar. Agradou bastante.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Café La Rambla

Não podia faltar o cafezinho para finalizar.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Café La Rambla
Nada como uma boa caminhada na vizinhança para queimar calorias. Principalmente depois deste delicioso almoço.

Hotel Alvear Palace, em Recoleta. Um luxo de sofisticação. Muito chic. Cada detalhe é um deslumbre! Puro luxo. É considerado o melhor e mais importante hotel de Buenos Aires. Não se espantem estamos apenas de passagem. O preço da diária é o quase o que gastamos para os 11 dias em Buenos Aires.  Ainda prefiro o aconchego do apartamento alugado. Mais família.  
Hotel Alvear Palace; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Hotel Alvear Palace; Hotel Alvear Palace; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Hotel Alvear Palace; Hotel Alvear Palace; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Hotel Alvear Palace; Hotel Alvear Palace; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Hotel Alvear Palace; Hotel Alvear Palace; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Lojas de grife e marcas famosas como Hermès, Versace, Polo Ralph Lauren, Cartier, são comuns nas ruas e avenidas deste bairro.
Recoleta; Buenos Aires; Argentina
Palais de GlaceAntigo ringue de gelo e salão de baile, foi transformado em Centro de exposição de artes. Em 2004 foi declarado Monumento Nacional. Além de exposição de fotografias, tem mostras de pinturas e esculturas. Um dos poucos lugares que permitem tirar fotos das artes.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
Arte moderna em "3D", pode até ser uma praia do nordeste brasileiro. KKKKKK.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
Sem perceber vc entra dentro da arte e passa a fazer parte da mesma. Com estas obras interativas é mais fácil envolver e captar os olhares jovens..., e dos velhos também. kkkkkkk.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
Com colunas e cúpula com abóbadas, o Palais de Glace é um exemplo da arquitetura parisiense na cidade. 
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
Apresentação de música no Palais de Glace: Tango. Aqui a diferença de idades foi um divisor. De um lado eu e meu marido e do outro lado nossos filhos. Adivinhem quem gostou? kkkkkkkkkkkk. Não ficamos muito tempo, apenas curtimos uma música e seguimos com o passeio.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Palais de Glace
Plaza Alvear. A árvore abaixo é o ombu, uma espécie típica do pampas e presente na cultura gaúcha. O ombu possui lindas raízes e copas magníficas e são encontrados em várias praças de Buenos Aires.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta; Plaza Alvear
Centro Cultural Recoleta. O prédio é do século 17. Em 1980 foi reformado e transformado no Centro Cultural Recoleta. São cerca de 20 galerias destinadas a exposição de artes plásticas, montagens teatrais e projeção de filmes.
Centro Cultural Recoleta; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Centro Cultural Recoleta; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
Centro Cultural Recoleta; conhecendo a América Latina; Buenos Aires; Bairro Recoleta;
12 de julho

No dia 12 de jul retornamos para o Brasil. Na bagagem a certeza de uma experiência incrível e fantástica! Tá, a bagagem tinha algo mais que experiência. kkkkkkkkkkkkkkkkk.
A culinária argentina vai ficar na lembrança e saudades. As empanadas "El Sanjuanino", vão ficar na relação de preferências culinárias, juntamente com o sorvete Freddo, o sanduíche de lomo, as sobremesas argentinas deliciosas, entre outros.
culinária argentina; conhecendo a América Latina; Buenos Aires;
Na bagagem não podia faltar os deliciosos alfazores e doce de leite da Patagônia.
conhecendo a América Latina; Buenos Aires;
Tivemos bons momentos na intimidade do apt, alugado tal como um "lar".

A viagem foi maravilhosa, cheia de novidades e surpresas; mas, nada como poder voltar pra casa. Cheguei em casa com uma certeza: Buenos Aires...um dia ainda volto!!

Viagem em família, momentos eternizados na memória! Cada momento, uma emoção! 



Para quem se animar:  

                        BOA VIAGEM!!!!!








Conhecendo os parques de Orlando, Flórida, USA



Obrigada pela visita!!!




2 comentários:

  1. Teresa, não me canso de ver a sua alegria em todos os momentos, com seus amados. bj e saudades. Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria. Obrigada pelo carinho. Saudades de vc. Apareça. Bjs.

      Excluir

Queridos visitantes deixem o seu comentário que irei responder o mais rápido possível.
Caso vocês fizerem alguma receita ou artesanato do meu blog, enviem as fotos para o e-mail: thecintra@gmail.com. Vou colocá-las na atualização do link correspondente.
Um forte abraço!